Profitec/ junho 11, 2019/ Dicas de estudo

O sonho de todo bom estudante do ensino fundamental é ser aprovado em um vestibulinho, processo seletivo que acontece uma ou duas vezes ao ano, dependendo da escola. Para se preparar, tornou-se comum a prática de realizar simulados, que antecipam as condições dos processos seletivos para os estudantes, mas não são o processo definitivo.

No Ensino Médio, praticamente, toda instituição oferece a opção de simulados para os vestibulares, mas nem sempre as instituições do Ensino Fundamental fazem o mesmo para os vestibulinhos. E deveriam, pois esses testes são uma simulação do processo seletivo real. Assim, o estudante deve fazê-lo como se estivesse prestando exame de fato.

Abaixo, listamos 5 vantagens em se fazer simulados!

1. A maior familiaridade com a forma do exame

Fazer um simulado é uma forma de se familiarizar com a forma do exame, pois isso varia, dependendo do responsável pela elaboração das provas. Ele procura “imitar” o estilo de instituições como ETECs, SENAI, Colégio Termomecanica, entre outras.

No simulado, explora-se bastante os assuntos mais tratados abordados por esses exames, a sua forma de elaboração das questões, a linguagem aplicada por ela, as “pegadinhas” que costumam mais “cair”.

Um simulado oferece questões de provas anteriores da organização, apresenta o total de questões que as provas reais terão e a mesma distribuição das disciplinas e assuntos.

2. O melhor controle do tempo

Outra vantagem que merece ser salientada é a possibilidade de testar o tempo para resolver as questões e preencher o gabarito.

O simulado permite que o aluno conheça o tempo médio que ele gasta para responder cada questão e o tempo total para responder todas elas. Ele também fica sabendo o período aproximado que leva para preencher o gabarito.

O preenchimento correto do gabarito é de fundamental importância. Ele não pode ser rasurado e, caso o aluno o deixe incompleto, ou seja, sem marcar uma ou mais alternativas, isso será prejudicial para sua pontuação.

Outro erro comum quando o gabarito é preenchido de última hora é marcar letras erradas. Assim, o candidato pode ter marcado a letra correta na prova e assinalado outra letra no gabarito. O que valerá para a pontuação será a letra marcada no gabarito.

Na hora de fazer um simulado, é importante que a pessoa se organize para ter tempo livre suficiente para preencher o gabarito com cuidado. Desse jeito, na prova efetiva, ele estará mais preparado para responder dentro do tempo máximo permitido.

Lembre-se: de nada vale fazer uma prova perfeita em 10h, precisa conseguir fazer uma boa prova no tempo determinado!

3. O autocontrole (o domínio sobre as emoções)

Outra vantagem em participar de um simulado é que o candidato também se prepara emocionalmente para o desafio que vai enfrentar.

A verdade é que o lado psicológico influi muito no momento de resolver as questões. Mesmo que a pessoa esteja bem preparada no que se refere às disciplinas, se ela estiver muito ansiosa, não conseguirá se concentrar como deve, nem controlar o tempo (poderá demorar demais ou fazer tudo com muita rapidez).

A ansiedade excessiva, o nervosismo e a empolgação exagerada não ajudam em nada. É preciso manter domínio sobre as emoções.

Ao fazer simulados, é possível ir treinando esse autocontrole até alcançar um nível de ansiedade mínimo. A verdade é que, naturalmente, as emoções negativas tendem a diminuir com a prática dos simulados, facilitando as coisas na hora dos exames.

4. A metodologia de estudo ao fazer simulados

Os simulados também ajudam o aluno a organizar melhor sua rotina de estudos. Ao fazer um simulado, ele fica sabendo como as disciplinas e assuntos estudados são aplicados nas provas.

Analisando esse aspecto, o estudante poderá concluir se sua metodologia está dando certo ou errado, é eficaz ou não. No último caso, ele deverá repensar sua forma de estudar e desenvolver outra metodologia.

5. O treinamento e autoavaliação

Os simulados possibilitam ao candidato realizar um treinamento completo, verificando o seu próprio nível de aprendizado e identificando, assim, assuntos que ainda não foram bem assimilados.

Com esse treinamento e autoanálise, é possível melhorar o desempenho e eliminar as falhas. Vale muito a pena fazer simulados. Eles deixam a maioria dos alunos mais habilitados para fazer as provas dos vestibulinhos e obter bons resultados.

O que achou das dicas? Compartilhe o artigo nas redes sociais e troque ideias com outros estudantes como você.

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.